A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Gonzaga de Campos
Mirassol
Bálsamo
...

Tronco EFA-1970

IGG-SP-1945
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: N/D
...
 
E. F. Araraquara (1933-1971)
FEPASA (1971-1998)
MIRASSOL
Município de Mirassol, SP
Linha-tronco - km 218,728 (1960)   SP-2416
Altitude: 566 m   Inauguração: 04.03.1933
Uso atual: moradia (2015)   com trilhos
Data de construção do prédio atual: anos 1960?
 
 
HISTORICO DA LINHA: A Estrada de Ferro de Araraquara (EFA) foi fundada em 1896, tendo sido o primeiro trecho aberto ao tráfego em 1898. Em 1912, já com problemas financeiros, a linha-tronco chegou a São José do Rio Preto. Somente em 1933, depois de ter sido estatizada em 1919, a linha foi prolongada até Mirassol, e em 1941 começou a avançar mais rapidamente, chegando a Presidente Vargas em 1952, seu ponto final à beira do rio Paraná. Em 1955, completou-se a ampliação da bitola do tronco para 1,60m, totalmente pronta no início dos anos 1960. Em 1971 a empresa foi englobada pela Fepasa. Trens de passageiros, nos últimos anos somente até São José do Rio Preto, circularam até março de 2001, quando foram suprimidos.
 
A ESTAÇÃO: Depois de ficar parada durante 21 anos em São José do Rio Preto, a EFA prolongou em 1933 a linha até Mirassol, onde ficou por mais oito anos.

No dia da inauguração da linha de São José do Rio Preto a Mirassol (4 de março de 1933), a estação ainda não existia. Nesse dia, sob palmas dos convidados, o representante do governador, Sr. Luiz Silveira, apenas colocou a pedra fundamental do prédio. Fora isso, o armazém estava em construção (Folha da Manhã, 7/3/1934). Quando terá ficado pronta a estação? Um ano ou seis meses depois?

Somente em 1941 a linha foi prolongada até Bálsamo. O prédio da estação de 1933 seria o mesmo prédio de hoje, modificado nos anos 1940 ou, talvez, nos anos 1950 quando do alargamento da bitola.

Com a desativação da estação, nos anos 1990, o prédio teve diversos usos - mas, em 2015, estava depredado e servindo de moradia.

AO LADO: No dia do início das obras do prolongamento da ferrovia até o rio Paraná. no Porto do Taboado (O Estado de S. Paulo, 22/6/1939).

ACIMA: (esquerda) Armazém da estação, típico da EFA dos anos 1930 e posteriores. Em julho de 2010, servindo como depósito de material reciclável, pegou fogo, destruindo-o totalmente e deixando somente as paredes em pé. (direita) bela casa de turma ferroviária junto ao pátio da estação (Fotos Rafael Corrêa, março de 2009). ABAIXO: O trem da E. F. A. na inauguração da estação em 1933 (Autor desconhecido).

ACIMA: A estação em atividade provavelmente nos anos 1950 (Autor desconhecido). ABAIXO: Placa na estação (Foto Silvio Rizzo, 3/3/2015).





AO LADO: A população reclamava quanto à situação da estação de Mirassol em março de 1962 (reproduzida ao lado). Em agosto, outra reportagem no mesmo jornal mostrava que nada havia sido feito (Folha de S. Paulo, 28/3/1962 e 11/8/1962).







AO LADO:
A população reclamava dos horários de trens em Mirassol em 1962 (Folha de S. Paulo, 12/4/1962).


ACIMA: Hall de entrada da estação no estaco lamentável em que se encontra hoje (Foto Silvio Rizzo, 3/3/2015).

(Fontes: Amarildo Cristiano Neri; Silvio Rizzo; Rafael Corrêa; Alberto del Bianco; Hermes H. Hinuy; Folha da Manhã, 1934; Folha de S. Paulo, 1962; http://atividadesolar.com; Guia Geral de Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Mapas - acervo Ralph M. Giesbrecht)
     

A estação logo depois de pronta em 1933 ou 34. Será o mesmo prédio de hoje que foi modificado? http://atividadesolar.com

Armazém da estação, provavelmente anos 1970. Foto Alberto Del Bianco

A estação, em 12/04/2001. Foto Hermes Y. Hinuy

Fachada da estação em 19/2/2009. Foto Amarildo Cristiano Neri

Fachada da estação em 19/2/2009. Foto Amarildo Cristiano Neri

A estação em 03/2009. Foto Rafael Corrêa

A ex-estação em 3/3/2015. Foto Silvio Rizzo
   
     
Atualização: 29.05.2017
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.