A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Joaquim Firmino
Silveira do Val
Ribeirão Preto
...

ramal de Jataí - 1935

IBGE-1970
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 2000
...
Sobre o autor
Links
 
Cia. Mogiana de Estradas de Ferro (1913-1971)
FEPASA (1971-1979)
SILVEIRA DO VAL
Município de Ribeirão Preto, SP
Ramal de Jataí - km 111,087   SP-2840
Altitude: 624 m   Inauguração: 30.03.1913
Uso atual: abandonada (2011)   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: 1913
 
 
HISTORICO DA LINHA: O ramal de Jataí foi construído entre 1910 e 1913, como uma variante da linha-tronco da Mogiana, entre as estações de São Simão e de Ribeirão Preto, pelo seu lado oeste, como uma linha de defesa de zona contra a Cia. Paulista. Durante a sua construção, em 1911, as duas empresas chegaram a um acordo e o ramal acabou servindo agora para transbordo de mercadorias e passageiros, através de um novo ramal, de Monteiros a Guatapará, construído em 1914. Em 1961, o trecho entre São Simão e Monteiros foi desativado, e o ramal de Monteiros foi unido ao trecho até Ribeirão Preto formando o ramal de Guatapará. Em 1976, foi fechado definitivamente e os trilhos retirados dentro de Ribeirão em 1976, e o restante até 1979.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Silveira do Val foi inaugurada em 1913, sendo uma das quatro estações que completavam o trecho de linha que fazia a conexão final com a estação de Ribeirão Preto.

Seu nome derivou do nome da família que era dona da Fazenda Santa Teresa: a estação ficava em suas terras.

Era a última estação do ramal antes de chegar a Ribeirão, pouco mais de onze quilômetros depois. Foi fechada em dezembro de 1969, quando foi transformada em parada (*RM-1969).

Em 1979, os trilhos foram retirados e o ramal de Guatapará, remanescente do ramal de Jataí, extinto.

É uma das únicas três estações do ramal original que sobraram e fica no meio de um canavial. Em 2011 ainda estava ali, abandonada.


ACIMA: Esquema do pátio de Silveira do Val em novembro de 1968 (Clique sobre a figura para ter maiores informações) (Acervo Museu da Companhia Paulista, Jundiaí, SP - Reprodução Caio Bourg). ABAIXO: Armazém da estação e antigo leito do ramal (Foto German Andres Reccius Puga, janeiro de 2010).

ACIMA: A cidade de Ribeirão Preto vista da estação em 15/9/2011 (Foto Marcelo Tomaz).

(Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local; Marcelo Tomaz; Marcelo Eduardo Calegari; German Andres Reccius Puga; Caio Bourg; Museu da Cia. Paulista, Jundiaí; Mogiana: relatórios anuais, 1900-69; Mogiana: álbum, 1910; Mogiana: relação oficial de estações, 1937; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A estação, c. 1915. Foto do álbum da Mogiana

A velha estação pouco mudou em oitenta anos (23/01/2000). Foto Ralph M. Giesbrecht

A velha estação pouco mudou em oitenta anos (23/01/2000). Foto Ralph M. Giesbrecht

A velha estação pouco mudou em oitenta anos (23/01/2000). Foto Ralph M. Giesbrecht

A velha estação pouco mudou em oitenta anos (23/01/2000). Foto Ralph M. Giesbrecht

A estação em 1/2010. Foto German Andres Reccius Puga

A estação em 1/2010. Foto German Andres Reccius Puga

A estação em 8/2010. Foto Marcelo Eduardo Calegari

Plafaforma da estação em 15/9/2011. Foto Marcelo Tomaz
     
Atualização: 14.06.2017
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.