A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Engenheiro Balduíno
Tanabi
Ecatu
...

Tronco EFA-1970
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: N/D
...
 
E. F. Araraquara (1959-1971)
FEPASA (1971-1998)
TANABI
Município de Tanabi, SP
Linha-tronco - km 252,640 (1986)   SP-2632
Altitude: -   Inauguração: 01.07.1959
Uso atual: abandonada e em ruínas (2009)   com trilhos
Data de construção do prédio atual: 1959
 
 
HISTORICO DA LINHA: A Estrada de Ferro de Araraquara (EFA) foi fundada em 1896, tendo sido o primeiro trecho aberto ao tráfego em 1898. Em 1912, já com problemas financeiros, a linha-tronco chegou a São José do Rio Preto. Somente em 1933, depois de ter sido estatizada em 1919, a linha foi prolongada até Mirassol, e em 1941 começou a avançar mais rapidamente, chegando a Presidente Vargas em 1952, seu ponto final à beira do rio Paraná. Em 1955, completou-se a ampliação da bitola do tronco para 1,60m, totalmente pronta no início dos anos 1960. Em 1971 a empresa foi englobada pela Fepasa. Trens de passageiros, nos últimos anos somente até São José do Rio Preto, circularam até março de 2001, quando foram suprimidos.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Tanabi foi aberta muito depois (15 anos), em 1959, de a linha passar pelo município, e ficava a 7 km da cidade. Apesar de já estar aberta, não constava da relação de estações no Guia Geral de 1960. (Ver caixa mais abaixo).

Antes, a estação de referência para embarque e desembarque da cidade era a de Engenheiro Balduíno, que ficava a 9 km.

Em 1970, foi transformada em parada, devido ao baixo movimento.

Em 1986, estava abandonada e a Fepasa recomendava sua demolição. E ela ainda estava de pé em 2009, em ruínas, no meio de um matagal. Laiana Neri conta, em 2011, que "a área urbana de Tanabi é muito pequena, menor que a maioria dos bairros em São Paulo. Fica no vale do Sapé onde ainda passam trens de carga próxima a antiga fábrica de doces que foi desativada também. A rua central do comércio tem como nome Coronel Militão, dizem os mais velhos que se trata do nome de um rico fazendeiro que residiu na cidade, e também que ele proibiu que os trilhos cortassem sua fazenda, o que impediu um crescimento significativo na época e que é visível em cidades próximas como São José do Rio Preto, Mirassol, Votuporanga entre outras".



AO LADO: Em 1939, a inauguração da estação, com o nome de Tanazivel (mistura de Monte Aprazivel com Tanabi) era data como certa, a entrega do trecho da linha. Porém, só viria a acontecer vinte anos mais tarde, em 1959 (O Estado de S. Paulo, 24/3/1939).



AO LADO: Discussão seis meses antes da entrega da estação para o acesso ao longínquo local (Folha da Manhã, 12/12/1958).

ACIMA: Distância da estação de Tanabi à cidade (Google Maps, 11/2009, diagramação Adriano Martins).

(Fontes: Laiana Neri; Adriano Martins; William Soares; Rafael Corrêa; Folha da Manhã, 1958; O Estado de S. Paulo, 5/7/1959; EFA: Relatórios anuais, 1940-70; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Fepasa: Relatório de Instalações Fixas, , 1986; Mapas - acervo R. M. Giesbrecht)
     

Estação de Tanabi. Relatório de Instalações Fixas da Fepasa, 1986

Estação de Tanabi. Relatório de Instalações Fixas da Fepasa, 1986

A estação em 01/2005. Foto William Soares

A estação - ou o que resta dela - em 2009. Foto Rafael Corrêa

A estação - ou o que resta dela - em 2009. Foto Rafael Corrêa
 
     
Atualização: 14.05.2017
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.